O World Cosplay Summit, também conhecido como WCS, é um campeonato mundial de cosplay, organizado pela TV Aichi até 2013, e que acontece na cidade de Nagoya, Aichi, no Japão

Desde 2014 o WCS virou uma organização, independente da Aichi TV, e passou a realizar eventos relacionados ao universo otaku, o formato do campeonato, porém, continua o mesmo.

Desde então, o WCS ganhou mais visibilidade, além de realizar eventos em outros locais durante a semana que antecede a grande final.

Em 2015 a cerimônia de abertura aconteceu no Laguna Ten Bosh, um parque temático na cidade de Gamagori, Aichi, além do evento de abertura, ainda aconteceu uma "balada" cosplay, batizada de "cosplay all night", que foi aberto para o público cosplay, que pôde aproveitar as dependências do parque para tirar fotos nos mais diversos cenários que o local oferece, além da presença de artistas famosos na cena otaku japonesa.

Durante a semana ainda ocorreu um evento no parque Meiji Mura, um parque temático baseado na era Meiji, localizado em Inuyama, Aichi.

O primeiro WCS aconteceu em 2003, como resposta a popularidade internacional de cosplay, feito por fanáticos de anime e mangá japonêse teve uma apresentação especial na Expo 2005, em Nagoya. O evento tem crescido ano a ano e passou a incluir 34 países com 68 cosplayers e engloba eventos como o Cosplay Osu Parade e Cosplay World Championship.

Histórico do Brasil no World Cosplay Summit

Em 2006, logo em sua primeira participação, o Brasil sagrou-se campeão, ao levar a dupla formada pelos irmãos Maurício e Mônica Somenzari. A dupla trajava cosplays do mangá Angel Sanctuary, respectivamente, o anjo inorgânico Rociel e ela a anjo orgânico Alexiel.

Os irmãos realizaram uma performance envolvente, unindo interpretação, luta, teatro e diálogos em japonês. Superando as favoritas duplas do Japão, Itália e de outros países.

No ano de 2007, Thaís Jussim (Yuki) e Marcelo Fernande s(Vingaard) representaram o país com cosplays de InuYasha, no entanto neste ano o Brasil não teve a mesma sorte e acabou não ficando nem mesmo entre os 3 primeiros colocados.

No ano de 2008, Gabriel Niemietz (Hyoga) e Jéssica Campos (Pandy) foram os representantes brasileiros, reproduzindo o anime Burst Angel (Bakuretsu Tenshi). Eles venceram a etapa brasileira, disputada com outras 14 duplas de todo o Brasil, na final realizada no teatro Elis Regina no Anhembi, em pleno evento de comemoração dos 100 anos da imigração japonesa. A dupla Gabriel e Jéssica, usando a mesma performance utilizada no Brasil, também venceu o WCS no Japão, enfrentando outros 12 países, tornando assim, o Brasil o único país bicampeão do WCS até 2010 (posteriormente a Itália também se tornou bicampeão do evento).

Em 2009 o Brasil foi representado no Japão pela dupla Juno Cecilio e Renan Aguiar (Mãozinha) com cosplays de One Piece, no entanto, a dupla foi prejudicada devido à proibição dos personagens da editora Shueisha, sendo obrigados a criar uma nova apresentação e novos cosplays em apenas duas semanas. Mais uma vez o Brasil não obteve êxito, não ficando também nem mesmo entre os 3 primeiro colocados.

Em 2010, o Brasil foi representado no Japão pela dupla Gabriel Niemietz (que, curiosamente, participou do WCS em 2008 e saiu vitorioso, junto com Jéssica Campos) e Gabrielle Valério, mas, como em 2009, não teve êxito, porém, ficou entre os 3 primeiros lugares.

Em 2011, o Brasil foi representado no evento pela dupla Maurício Somenzari Leite Olivas e Mônica Somenzari Leite Olivas (que participaram do evento em 2006 e foram campeões) e ganharam a competição, fazendo do Brasil tri-campeão do World Cosplay Summit e o país com mais vitórias.[2]

Em 2012, o Brasil enviou a dupla Bruno Lorandi e Débora Guerra para representar o país e os mesmos conseguiram conquistar o quarto lugar, além do prêmio de Melhor Personalização de Peruca.[3]

Em 2013, o Brasil novamente foi representado pela dupla Maurício Somenzari Leite Olivas e Mônica Somenzari Leite Olivas e os mesmos conseguiram conquistar o quarto lugar.

Para 2014, o Brasil enviou a dupla Tiago Diemer e Bruno Pazzim que conseguiram o direito de representar o país conseguindo o 2º lugar em 2013, mudança essa feita para o Brasil se ajustar com o calendário do WCS.

Duplas brasileiras campeãs no Japâo


2006Maurício Somenzari Leite Olivas (Mah Psylocke)

Mônica Somenzari Leite Olivas (Kawaii Aeris)
2008Jéssica Moreira Rocha Campos (Pandy)

Gabriel Niemietz Braz (Hyoga de toalha)
2011Maurício Somenzari Leite Olivas (Mah Psylocke)

Mônica Somenzari Leite Olivas (Kawaii Aeris)